insira um pitaco aqui

Comecei a me considerar feminista ~oficialmente~ há uns três anos. E, de lá para cá, é bom poder dizer que eu aprendi e evoluí muito – graças a pessoas maravilhosas que sigo nessa internwebs

não é preciso ter opinião sobre tudo

Ultimamente, tenho adorado seguir algumas newsletters – especialmente aquelas que trazem uma pegada mais feminista como a da Aline Valek, do Modefica e da Comum. Ainda quero falar mais sobre elas aqui no blog, mas o post de hoje foi inspirado por uma matéria que li na Comum.

tchau, anticoncepcional

Desde agosto ou setembro – nunca me lembro ao certo – do ano passado, tomei minha última cartela de anticoncepcional. Tomava desde os 16 anos (há 10 anos!) e achava que merecia parar, até para eu começar a me conhecer melhor. 

lugar seguro

Muitas coisas estão acontecendo na minha vida – uma espécie de transição? – e não tem quase nenhum registro no blog sobre isso. E sabe por quê? Os blogs não são mais lugares seguros.

pontos de vista

Tem uma frase que circula bastante pelas ~internetes~, e que ganha vários “assino embaixo” de quem compartilha. A frase é: eu sou responsável pelo que falo, não pelo que você entende. Nunca concordei com ela.

um passo de cada vez

Eu viajo sozinha de avião desde os 8 anos de idade. Sempre fui bastante destemida e não tinha medo disso – na verdade, adorava, porque eu sempre ficava na janela e a comida do avião, naquela época, era boa.