Janeiro: E então li Lolita

E então li Lolita, de Vladimir Nabokov - e aqui está a minha opinião. A minha edição é da Alfaguara, de 391 páginas. O tema do Desafio Literário do Tigre de janeiro era "Na Estante". Comprei em janeiro de 2013 e desde então, o livro está na minha estante, esperando para ser lido.

lolita-vladimir-nabokov-1

Lolita é um clássico da literatura da década de 1950 que conta a história de um europeu de meia-idade que vai morar nos Estados Unidos. A procura de um lugar para morar, ele acaba num quarto alugado no apartamento de Charlotte Haze, onde mora sua filha Dolores Haze, a Lolita. Humbert, obcecado por ninfetas (meninas novinhas que já possuem um desenvolvimento sexual), se vê logo apaixonado por Lolita - e aí é que a história se desenrola.

Confesso que demorei muito para lê-lo. O personagem principal, por ser um erudito, capricha nas palavras e exagera nas descrições dos locais de uma forma, por vezes, muito monótona. Ou seja, a leitura, para mim, foi um tanto difícil. Precisei voltar umas três vezes para entender o parágrafo de 17 linhas sem nenhum ponto final, por exemplo. Sr. Nabokov, você quase me fez largar o livro no meio da história.

Explico. Ao começar o livro, aos poucos, ia me fisgando pela história. Mas, em algum momento, ao começarem as andanças e viagens de carro pelos Estados Unidos (que toma uma boa parte da história), cansei. Na verdade, li o livro sabendo que não iria gostar de um cara que não sente remorso nenhum ao violentar uma criança de 12 anos. Pronto. Precisei terminá-lo para ter meu veredicto. E só assim entendi por que a história foi banida em tantos países na época.

"Poxa, Gabriela, mas se você conhecia a história, por que a leu?". Cara, eu já me apaixonei por um livro no qual o personagem era um psicopata com dupla personalidade e complexo de Édipo. Podia dar certo dessa vez também, sei lá, mas não deu. Não bateu essa empatia, sabe? :P De qualquer forma, o final de Lolita é muito bom. Nabokov conseguiu um fim interessante e nada monótono, comparado ao meio do enredo.

Para não ser tão injusta, o livro possui, sim, alguns momentos que você para de respirar e pensa "pronto, é agora que a vaca vai pro brejo". Ter umas sacudidas dessas é bom para despertar.

Queria muito saber a opinião de vocês, leitores queridos que leram Lolita e gostaram. O que vocês viram que eu não vi? :/

lolita-vladimir-nabokov-2lolita-vladimir-nabokov-3lolita-vladimir-nabokov-4lolita-vladimir-nabokov-5

Para fevereiro, no qual o tema é "Julgando Pela Capa", meu escolhido foi Peter Pan, que está com uma edição lindíssima da Zahar. <3